A banda Whitesnake anunciou no último domingo (21 de novembro) a saída do baixista Michael Devin, que estava na banda desde 2010. No dia seguinte, o grupo anunciou a sua nova baixista, a irlandesa Tanya O'Callaghan, que já tocou com Dee Snider, Steven Adler, Nuno Bettencourt, entre outros músicos.

Dois dias após o anúncio da separação, Michael se pronunciou sobre o assunto em suas redes sociais. O baixista compartilhou uma foto em que aparece ao lado dos integrantes do Whitesnake e escreveu a seguinte mensagem na legenda: "Os últimos dez anos fazendo música com meus irmãos no Whitesnake foram pura magia. Eu sentirei muita falta dos caras. Eles são minha família. Desejo a David Coverdale [vocalista] uma turnê de despedida muito gratificante, ele merece todo o amor e apoio em sua despedida que eu sei que os fãs vão levar para as salas de concerto. Sentirei falta de todos vocês, fãs, vocês são realmente incríveis e têm sido muito divertidos de se entreter ao longo dos anos. Obrigado por tornar minhas jornadas pelo mundo tão gratificantes. Todo o amor em meu coração vai para vocês, rapazes. Muitas felicidades para Tanya O'Callaghan, uma baixista durona e amiga. Ela vai abaixar os graves da maneira mais correta. Até nos encontrarmos de novo... muito amor. Avante"



Enquanto foi integrante do Whitesnake, Michael gravou três álbuns de estúdio: "Forevermore" (2011), "The Purple Album" (2015) e "Flesh & Blood" (2019), sendo que o último é o trabalho mais recente da veterana banda.


.